Cavaco não quer misturas!

No PÚBLICO

Cavaco Recusa Ser Usado na Campanha de Santana

Quarta-feira, 05 de Janeiro de 2005

Ex-líder do PSD proibiu a utilização da sua imagem num cartaz com todos os primeiros-ministros do PSD.
O ex-primeiro-ministro Aníbal Cavaco Silva proibiu a utilização da sua fotografia em cartazes de campanha do PSD. Os cartazes, com fotos de todos os primeiros-ministros do partido, já estavam prontos e agora terão de ser alterados.
Os cartazes, com as fotografias de Sá Carneiro (ao centro), Pinto Balsemão, Cavaco Silva, Santana Lopes e Durão Barroso, a preto e branco sobre fundo laranja têm a frase “Ninguém fez mais por Portugal”. Mas Cavaco não gostou de ser usado para a campanha de Santana Lopes e Silva enviou uma carta ao secretário-geral do PSD, Miguel Relvas, recusando que a sua fotografia aparecesse ao lado dos outros primeiros-ministros do PSD.
Nessa carta, o ex-líder do PSD alega que está fora da vida partidária e que a utilização da sua fotografia iria interferir com a sua “carreira académica”.
A rejeição de Cavaco surpreendeu o PSD, que tinha avançado com a conclusão dos cartazes, enquanto esperava pelas respostas dos ex-primeiros-ministros. “Apesar de não sermos obrigados a pedir autorização, porque se tratam de figuras que são património do partido, fizemo-lo. A família de Sá Carneiro, Durão Barroso, assim como Pinto Balsemão autorizaram, apenas Cavaco Silva recusou”, disse à agência Lusa um dirigente do PSD, lamentando a atitude do ex-primeiro-ministro. “Nós não apagamos a história do partido”, acrescentou.
Já o presidente do partido, Pedro Santana Lopes, classificou o episódio de “obstáculo” que, disse, o partido irá ultrapassar. “Não vou comentar. Nós, de algumas franquezas fazemos forças, por isso, apesar de tudo o que vai acontecendo, vamos continuar e chegar à meta, mesmo saltando muitos obstáculos”, afirmou Santana, depois de participar, em Lisboa, na apresentação do Programa Operacional Ciência e Inovação 2010.
O cartaz foi também comentado por Pacheco Pereira, no seu blogue. “Se Sá Carneiro fosse vivo, a sua fotografia saltaria dali mais rápido ainda do que a de Cavaco. Haja respeito pelos mortos, que já não estão cá para falar e se defender, mas sempre fizeram e escreveram o bastante para se perceber a abissal diferença. Abissal.”, escreveu Pacheco, que ontem voltou a criticar o seu partido.Posted by Hello

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s