[e é preciso romper isso]

Na minha terra não se pode ter tudo. Quando um filho diz que não gosta da escola – e que não quer ir – a mãe responde-lhe que também ela não gosta de trabalhar mas que tem de ser, temos todos de fazer coisas que não queremos, coisas de que não gostamos, é assim, filho, é assim a vida. O que tem de ser tem muita força: e uma pessoa levanta-se, contrariada, mas vai. Se eu pudesse, diz-se tantas vezes na minha língua, se eu pudesse desaparecia. É assim que se começa a envelhecer, nesta terra, e a morte tarda.

certeiro, na trama

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s