no beco escuro explode a violência

Na carruagem 13 António e André viajavam. Os dois, absolutamente supersticiosos, regressavam de uma viagem que tinha corrido mal. Tinham ficado sem dinheiro, sem passaporte, sem nada, em La Paz, e foi um suplício o regresso ao Brasil.

Tudo começou no momento em que André saiu correndo atrás de um pivete que roubou uma mísera moeda de um real pousada em cima da mesa do café. Foi um impulso: o André correu, o António saiu atrás sem entender e os dois se enfiaram naquele beco.

Nem é preciso dizer mais. Os dois riquinhos trocaram as férias inteiras por uma moeda de um real e experimentaram um verdadeiro teste de sobrevivência para voltar para casa.

[O exercício: tirar dois papeizinhos com palavras escritas e em 5 minutos fazer uma história. As palavras que saíram foram moeda e carruagem. O nome da história veio depois, enquanto transcrevia o exercício aqui para o blog. Lembrei da música “o Beco”, dos Paralamas.]

Anúncios

One thought on “no beco escuro explode a violência

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s