novas diretrizes em tempo de paz, iv

tratam como criminoso quem chega, com a presunção de uma culpa que não se carrega, com um princípio de suspeição. mas não se questiona quem é o guarda que está no posto de fronteira. nesta peça é assustador.

foi um dos comentários.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s