Hora de ponta

Os transeuntes circulam, transitam e caminham
Chocam, conflituam, desatinam
Divergem, convergem, encaminham
Sonham e acordam esperanças
Nas ruas e avenidas que atravessam
Nas praças e largos que pululam
Concentram e dispersam suas crenças
Num real imaginário partilhado
Linhas de autocarros que se cruzam
Interfaces comuns de solidão
Estações coloridas por instantes
Iluminam-se com as almas nos vagões
Sonhos circulando, concentrados em momentos
Mitos recrutados em absoluta magia horária
Espaços tomados por florestas de pensamentos
Multidão que concorre de forma solidária
Iguais e diferentes, em cada canto da cidade
Vidas em movimento em buscas nunca almejadas
Navegam contra o tempo, paralelas e entrelaçadas
Esparramam pelas calçadas a sua honesta intensidade

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s