O caminho faz-se caminhando, com o seu ritmo

Percebi momentos antes e fiz o truque. Dei-lhe o boneco grande que esconde os olhos para as mãos e ele o agarrou. De seguida, esqueceu-se que não sabia andar e deu uma série de passinhos. Mais tarde, antes de dormir, depois da folia do sobe e desce do sofá, fomos brincar com o telefone e ele pegou nele, meteu-o no ouvido, disse o seu “tou” habitual e saiu caminhando. Caminhou metade da sala, parou um tempo em pé e, de repente, lembrou-se que não sabia andar. Hoje o fim do dia foi assim. Dia do Rodrigo assumir que dá para andar sozinho, de pé. A ver se amanhã ele lembra-se. Mas também não precisa lembrar-se, ele faz o seu tempo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s