TRInta e cinco!

Nunca pensei que fosse possível. Confesso que as derrotas com os grandes nunca me fizeram crer que chegaríamos ao tri, 39 anos depois. Eu enunciava, a determinada altura, que para o Benfica ser campeão tinha de vencer todos os jogos, com todas as equipas, à exceção dos jogos com o Porto e o Sporting, que eu já contava como derrotas. Bem, não teria chegado. E a vitória imprevista por 1-0 ao Sporting (JJ, como no Benfica, a falhar num momento chave) acabou por ser absolutamente decisiva. Depois deste jogo, onde o Benfica passou para a frente do campeonato, tanto o Benfica como o Sporting não perderam mais qualquer ponto. E em caso de igualdade pontual era em Alvalade que se festejava.

O facto é que sem treinador, uma equipa pequena, sortuda, sem qualidade (todas palavras simpáticas de Jorge Jesus) bateu o recorde de pontos no campeonato (88 contra 86 de Mourinho e do Sporting desta temporada), fez mais 9 golos do que o segundo lugar e teve melhor saldo de golos.

Não vou fazer um balanço aturado. Foi uma vitória absoluta de toda a equipa do Benfica. Teria de falar de todos os jogadores.

Fica uma amêndoa entalada na garganta de Jesus (também palavras do próprio). Jesus teve isso de bom. Com tantas provocações, acabou por unir muito os benfiquistas, mesmo os mais céticos – como eu – que passaram a desejar mais do que nunca o título de um Benfica em modelo Ferrari sem condutor (ideia de Jesus, amém). Aliás, nos festejos de ontem uma percentagem grande de benfiquistas dedicavam este título ao ex-treinador. É merecido.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s