UP na Festa da Diversidade 2016

Foi um grande desafio a participação dos Understood na Festa deste ano. Estivemos para não ir tocar, devido à ausência do nosso Zumbi. No entanto, a duas semanas do concerto, o baterista Bruno Coelho (que já tocou nos Zorra, e no Bypass) assumiu conosco o compromisso de estarmos no palco, à beira Tejo, no dia 18 de junho.

O Bruno integrou-se rapidamente nas músicas que pensamos serem as mais fixes a levar para o concerto. De facto, foi uma experiência impressionante chegar na sala, antes do primeiro ensaio, e ver que o Bruno já fazia os ritmos das músicas, só com as audições que havia feito em casa e com umas notas que utilizava como se fossem pautas, ao lado da bateria. Dali, era só ver bem as passagens das músicas onde mudavam os ritmos e treinar a fluidez. Foi muito bom. Outro detalhe destes ensaios foi termos ido conhecer o estúdio do Carlos Massa, na Penha de França, numa noite que o nosso covil não tinha disponibilidade.

O set que apresentamos às 20h45 do dia 18, com frio e vento, enquanto Portugal jogava a segunda parte do jogo que empataria a zero com a Áustria no Europeu de futebol, foi o seguinte:

Sonic Flower; Back on the Road; GPS; Verdes anos; Seattle; Old Whisky; Requiem num fim de tarde; Bermudas Triangle.

A Bermudas (nossa música mais recente, com um riff que o Jota trouxe e que tem as versões iniciais com o TV na bateria) foi uma estreia ao vivo.

Terminado o concerto, desmontados os equipamentos, os Understood continuam, como sempre.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s