Perda

Viajar no nosso próprio blog é também viajar no tempo. Em busca de um vídeo descobri a perda. Há links que desapareceram. Muitos. Digo maravilhoso, excelente, outros adjetivos, a enunciar as qualidades do vazio, de um buraco negro, do vídeo e sobretudo da música que já não está lá. Se eu lembro de alguma música que (não) está lá é fruto do mais importante registo: a memória. Já a escrita fica para sempre, como se estivesse gravada na pedra. Ou talvez não. Enquanto escrevo isto Juan Esteban Quacci toca por trás um tango, no youtube. O violino, o piano e o bandoneon lacrimejando notas emocionadas, enquanto a música está no ar. Aproveite. Pode ser a despedida.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s