Tomaram o navio

Capitao-Saiu-Para-Almocar-e-os-Marinheiros-Tomaram-o-Navio

Serviu como desbloqueador e funcionou muito bem. Fazia tempo que não lia com tanta vontade um livro e é certo que o mérito está mais no livro do que em mim, porque nada me fazia ler uma obra do início ao fim com velocidade. As últimas páginas li dentro do carro, estacionado ao lado do muro da estação de caminhos de ferro de Santa Apolónia, antes de um raro ensaio dominical dos Understood Project. Saí um pouco mais cedo de casa para isso, claro. Quando o Zumbi chegou na sua mota, eu já havia terminado a leitura. Felizmente! Não sei como ensaiaria com uma ou duas páginas por terminar.

Uma amiga disse-me não leias Bukowski! Depois que o terminei, comentei que tinha gostado muito deste livro – friso que se trata “deste”, porque parece um livro diferente, sobre o processo criativo do autor, sobre as suas idas ao hipódromo, sobre as suas rotinas, sobre os seus gostos, sobre a sua solidão e crítica ao mundo. A minha amiga agora diz-me por favor não gostes de Bukowski. Tenho de perceber a razão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s