As primeiras páginas são as que custam mais?

Anúncios

Independência já!

Sempre olhei com simpatia para os movimentos independentistas das nações históricas do Estado Espanhol. Não é por passar mais ou menos anos, ou mesmo séculos, que a ocupação da Galiza, da Catalunha e do País Basco, deve deixar de ser questionada pelos seus povos. Ontem, perante a hipótese de um referendo na Catalunha, para perguntar à sua população se querem ou não ser independentes, o Governo de Madrid reagiu da pior maneira que se podia imaginar – e que reflete bem a perspetiva do Estado Espanhol face à nação catalã: detiveram dirigentes, confiscaram material do referendo, desencadearam uma ação que lembra os tempos de Franco. O Governo de Castela quer uma Catalunha submissa, alheia ao seu passado, alheia à vontade da sua população (fosse ela qual fosse, até podiam rejeitar a independência). Rajoy inflamou os ânimos de todos e, perante tal agressão, é impossível que a onda de simpatia à reivindicação catalã não ganhe adeptos em todo o planeta. Independência já!